O Shell do Linux – Dicas importantes

Padrão

Resumindo o resumo: O Shell é o programa que faz a intermediação entre o usuário e o Kernel do Linux. Existem diversos programas que fazem isto. O BASH é o mais usado. Agora, nada de confundir mais o que é bash e o que é shell! 😉

O Shell possuí algumas variáveis pré-definidas, que modificam as informações que são exibidas no prompt. São elas: PS1 e PS2

A variável PATH

Talvez você já esteja um pouco habituado com o shell mas não saiba que existe a variável PATH e qual a função dela. Bem, a variável PATH guarda uma lista de diretórios que serão utilizados para buscar um determinado programa, que você chama sem digitar seu caminho completo. Por exemplo:

Você digita: zip -r arquivo.zip /home/diretorio

O zip é um programa instalado na máquina para compactar arquivos. O shell busca por este programa nas pastas listas no path para executá-lo. Legal, não?

“.”, “..”, “/”, e “~”

O que significa o ., ou .., ou / e o ~ é simples assim:

. = Faz menção ao diretório corrente. Vamos supor que estamos trabalhando no diretório /home/humberto. Se eu fizer isto:

zip -r arquivo.zip ./

Eu estou dizendo ao comando “zip” para criar um arquivo chamado “arquivo.zip” e colocar todo o conteúdo do meu diretório atual (.).

.. = Faz menção ao diretório exatamente anterior (acima)  ao meu diretório atual. O mesmo comando do exemplo acima com .. :

zip -r arquivo.zip ../

Eu estou dizendo ao comando “zip” para criar um arquivo chamado “arquivo.zip” e colocar todo o conteúdo do diretório anterior ao meu diretório atual (..).

/ = Faz menção ao diretório raiz. Usando o mesmo comando de exemplo:

zip -r arquivo.zip /

Será compactado tudo que está dentro do diretório raiz. Ou seja, tudo!

~= Faz menção ao seu diretório home. Um exemplo legal, é poder usar ~nomedousuario para acessar o diretório home de outro usuário. Também pode ser aplicado ao exemplo exibido acima.

Comando history e .bash_history

Digite “history” no shell e ele irá listar todos os comandos que você já digitou no prompt. Muito legal, não? Bom para rever aquele comando digitado. Bom também pra fazer uma auditoria. .bash_history é o arquivo que armazena estas informações. Ele fica dentro do diretório home do usuário.

Sabe por que o .bash_history começa com “.”? É assim que linux define um arquivo/diretório oculto 😉

Enfim, fiz este post como exercício para meus estudos em linux. Fui bem sucinto, mas acho que já valem as informações.